Pular para o conteúdo principal

As 3 viagens missionárias de Paulo

  AS TRÊS VIAGENS MISSIONÁRIAS DO APÓSTOLO PAULO As três viagens missionárias do Apóstolo Paulo são cruciais para entender a disseminação inicial do Cristianismo no mundo greco-romano. Aqui está um resumo das três viagens: Primeira Viagem Missionária (46-49 d.C.) - Atos 13 A primeira viagem missionária de Paulo começou por volta de 46 d.C., pouco após a conversão de Paulo ao cristianismo. Ele partiu de Antioquia da Síria, acompanhado por Barnabé e, mais tarde, por João Marcos. Esta jornada foi uma resposta ao chamado divino para pregar o Evangelho aos gentios. Principais paradas incluíram Chipre, onde pregaram em Salamina e Pafos, e várias cidades na Ásia Menor (atual Turquia), como Antioquia da Pisídia, Icônio, Listra e Derbe. Durante esta viagem, Paulo enfrentou tanto aceitação quanto resistência. Ele enfrentou perseguição e hostilidade, especialmente daqueles que se opunham ao Evangelho. No entanto, muitos gentios e alguns judeus se converteram ao cristianismo, forma

O início das dores de parto

 

O INÍCIO DAS DORES DE PARTO

Lucas 21 - NTLH Nova Tradução na Linguagem de Hoje

1 Jesus estava no pátio do Templo, olhando o que estava acontecendo, e viu os ricos pondo dinheiro na caixa das ofertas.

2 Viu também uma viúva pobre, que pôs ali duas moedinhas de pouco valor.

3 Então ele disse: —Eu afirmo a vocês que esta viúva pobre deu mais do que todos.

4 Porque os outros deram do que estava sobrando. Porém ela, que é tão pobre, deu tudo o que tinha para viver.

Parábola da viúva pobre.

5 Algumas pessoas estavam falando de como o Templo era enfeitado com bonitas pedras e com as coisas que tinham sido dadas como ofertas. Então Jesus disse:

6 —Chegará o dia em que tudo isso que vocês estão vendo será destruído. E não ficará uma pedra em cima da outra.

Isso se cumpriu no ano 70 d.C., quando o General romano Tito sitiou e destruiu Jerusalém, causando a diáspora dos judeus.

7 Aí eles perguntaram: —Mestre, quando será isso? Que sinal haverá para mostrar quando é que isso vai acontecer?

8 Jesus respondeu: —Tomem cuidado para que ninguém engane vocês. Porque muitos vão aparecer fingindo ser eu, dizendo: “Eu sou o Messias” ou “Já chegou o tempo”. Porém não sigam essa gente.

Aparecerão muitos falsos Cristos, e enganarão muita gente.

9 Não tenham medo quando ouvirem falar de guerras e de revoluções. Pois é preciso que essas coisas aconteçam primeiro. Mas isso não quer dizer que o fim esteja perto.

10 E continuou: —Uma nação vai guerrear contra outra, e um país atacará outro.

Se passaram 20 séculos e muitas guerras aconteceram e continuam acontecendo, mas isso ainda não é o fim. Mateus 24 chama de “o princípio das dores”; Marcos 13 designa “as primeiras dores de parto”.

11 Em vários lugares haverá grandes tremores de terra, falta de alimentos e epidemias. Acontecerão coisas terríveis, e grandes sinais serão vistos no céu.

Cada vez mais (com maior intensidade) se vê falar de terremotos, maremotos, tsunamis, fome, epidemias (e pandemias). O mundo está dando sinal da proximidade de um colapso. Basta ver como está o clima no planeta...

12 —Mas, antes de acontecer tudo isso, vocês serão presos e perseguidos. Vocês serão entregues para serem julgados nas sinagogas e depois serão jogados na cadeia. Por serem meus seguidores, vocês serão levados aos reis e aos governadores para serem julgados.

Por exemplo, todos os Apóstolos de Cristo foram mortos por serem Seus seguidores.

13 E isso dará oportunidade a vocês para anunciarem o evangelho.

O momento em que a Igreja mais cresceu foi quando foi perseguida, ainda clandestina, antes da estatização no 4º século. O evangelho se expandiu pelo Oriente Médio, Europa, parte da África e Ásia, no contexto do Império Romano. Antes do fim, o evangelho precisa ser anunciado a todos os povos (etnias), conforme Marcos 13:10. Isso tá acontecendo, com o advento da internet e o envio de missionários por todo o mundo. Mas ainda faltam 400 grupos étnicos para serem alcançados pelo evangelho. Então virá o fim (arrebatamento da Igreja, Grande Tribulação, 2ª vinda de Cristo, etc).

14 Resolvam desde já que não vão ficar preocupados, antes da hora, com o que dirão para se defender.

15 Porque eu lhes darei palavras e sabedoria que os seus inimigos não poderão resistir, nem negar.

16 Vocês serão entregues às autoridades pelos seus próprios pais, irmãos, parentes e amigos, e alguns de vocês serão mortos.

17 Todos odiarão vocês por serem meus seguidores.

18 Mas nem um fio de cabelo de vocês será perdido.

19 Fiquem firmes, pois assim vocês serão salvos.

Da perseguição do 1º Século até a estatização da Igreja no Séc. IV.

20 Jesus disse ainda: —Quando vocês virem a cidade de Jerusalém cercada por exércitos, fiquem sabendo que logo ela será destruída.

21 Então, os que estiverem na região da Judeia, que fujam para os montes. Quem estiver na cidade, que saia logo. E quem estiver no campo, que não entre na cidade.

22 Porque aqueles dias serão os “Dias do Castigo”, e neles acontecerá tudo o que as Escrituras Sagradas dizem.

23 Ai das mulheres grávidas e das mães que ainda estiverem amamentando naqueles dias! Porque virá sobre a terra uma grande aflição, e cairá sobre esta gente um terrível castigo de Deus.

24 Muitos serão mortos à espada, e outros serão levados como prisioneiros para todos os países do mundo. E os não-judeus conquistarão Jerusalém, até que termine o tempo de eles fazerem isso.

Evento da destruição de Jerusalém em 70 d.C. Os gentios “pisam” Jerusalém e lá permanecem até a repatriação dos judeus, nos Séc. XIX e XX, quando fundou-se o Estado de Israel (1948).

25 E Jesus continuou: —Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. E, na terra, todas as nações ficarão desesperadas, com medo do terrível barulho do mar e das ondas.

26 Em todo o mundo muitas pessoas desmaiarão de terror ao pensarem no que vai acontecer, pois os poderes do espaço serão abalados.

27 Então o Filho do Homem aparecerá descendo numa nuvem, com poder e grande glória.

28 Quando essas coisas começarem a acontecer, fiquem firmes e de cabeça erguida, pois logo vocês serão salvos.

Da 2ª vinda de Cristo, precedido pela Grande Tribulação e outros eventos escatológicos narrados no Apocalipse, profeta Daniel e outros livros.

29 Em seguida Jesus fez esta comparação: —Vejam o exemplo da figueira ou de qualquer outra árvore.

30 Quando vocês vêem que as suas folhas começam a brotar, vocês já sabem que está chegando o verão.

31 Assim também, quando virem acontecer aquelas coisas, fiquem sabendo que o Reino de Deus está para chegar.

Parábola da figueira – analogia do relógio de Deus.

32 Eu afirmo a vocês que isto é verdade: essas coisas vão acontecer antes de morrerem todos os que agora estão vivos.

Referindo-se ao sítio e destruição de Jerusalém.

33 O céu e a terra desaparecerão, mas as minhas palavras ficarão para sempre.

34 E Jesus terminou, dizendo: —Fiquem alertas! Não deixem que as festas, ou as bebedeiras, ou os problemas desta vida façam vocês ficarem tão ocupados, que aquele dia pegue vocês de surpresa,

35 como se fosse uma armadilha. Pois ele cairá sobre todos no mundo inteiro.

36 Portanto, fiquem vigiando e orem sempre, a fim de poderem escapar de tudo o que vai acontecer e poderem estar de pé na presença do Filho do Homem, quando ele vier.

Eis que Ele virá como um ladráo! Estejais, portanto, atentos aos sinais.

37 Jesus ensinava no pátio do Templo todos os dias. Mas à noite ia para o monte das Oliveiras e ficava ali até de manhã.

38 E todo o povo ia de madrugada para o Templo a fim de ouvi-lo.


Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)
Copyright © 2000 Sociedade Bíblica do Brasil
Todos os direitos reservados.
Texto utilizado com autorização

www.sbb.com.br


O capítulo 21 do evangelho segundo Lucas coaduna-se ao capítulo 24 de Mateus, e com Marcos capítulo 13, tratando do “princípio das dores” e/ou “das primeiras dores de parto”, respectivamente. A narrativa do autor enfatiza a queda do templo e da cidade de Jerusalém, Jesus revela os sinais do fim, o glorioso retorno de Jesus, a parábola da figueira, e sobre sermos vigilantes.


Lucas 21 transcende as barreiras do espaço tempo, no sentido que apresenta o discurso de Jesus, ora falando da destruição do templo e Jerusalém, ora falando dos nossos dias (quando fala das primeiras dores de parto – versículos 9, 10 e 11; fala de temas atuais em mescla com assuntos passados, como o tempo da perseguição da Igreja, que vai desde a queda de Jerusalém (70 d.C.) até o 4ª Século, quando da conversão do Imperador Constantino (313 d.C.), seguida anos depois da estatização da Igreja pelo Império Romano (Bizantino).


Quadragésimo segundo livro da Bíblia e terceiro do Novo Testamento, o evangelho segundo Lucas relata a vida e o ministério de Jesus, detalhando acontecimentos entre o Seu nascimento até a Sua ascensão. É provável que o evangelho de Lucas tenha sido escrito 30 anos após a morte e ressurreição de Cristo. O real destinatário do evangelho é Teófilo, que alguns sustentam ser um oficial romano, outros, um jurista, enfim, não há consenso sobre quem teria sido Teófilo (cujo nome em grego significa “Amigo de Deus”), destinatário do Evangelho de Lucas e Atos dos Apóstolos (que originalmente era um único livro).


Lucas, que era médico, acompanhou Paulo em sua jornada. Há indícios de que Lucas tenha começado a escrever no período em que Paulo estava preso em Roma.



Porto Belo, 8 de novembro de 2023.


Gustavo Maders de Oliveira - D.Miss.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JANELA 10/40 – DESAFIO MISSIONÁRIO - LER MAIS

  JANELA 10/40 – DESAFIO MISSIONÁRIO O termo Janela 10/40 originou-se com Luis Bush, diretor internacional AD2000 & Beyond Movement durante a segunda Conferência de Lausanne, em julho de 1989. A Janela é uma faixa compreendida entre os paralelos 10º e 40º, acima da linha do Equador, onde vivem 97% das pessoas menos evangelizadas do mundo. Na Janela 10/40 vive o grupo de povos não alcançados, do ocidente da África até o ocidente da Ásia. São 64 nações mais “perdidas” do planeta. Corresponde a 3 bilhões e 200 milhões de pessoas que em sua maioria nunca ouviram o nome Jesus; 1/3 da superfície da terra e grande parte da população do planeta. A maioria dos pobres está lá. 9/10 da população mais pobre do planeta, que vive abaixo do nível da pobreza vive na Janela. Mais da metade da população do mundo jamais ouviu o nome Jesus. Isso deveria causar ojeriza na igreja, mas parece que não é a prioridade do Povo de Deus. Só 8% de todos os missionários estão na Janela 10/40. Por

AMAZÔNIA – O MAIOR DESAFIO MISSIONÁRIO NO BRASIL - LER MAIS

  AMAZÔNIA – O MAIOR DESAFIO MISSIONÁRIO  NO BRASIL A Amazônia é, indubitavelmente o maior desafio missionário existente no Brasil. Cobrindo 59% de todo o território nacional, a região elenca cinco grupos socioculturais menos evangelizados no Brasil: indígenas, quilombolas, ciganos, sertanejos e ribeirinhos. A respeito do segmento ribeirinho, há um grupo de 35 mil comunidades na Amazônia, das quais estima-se que 10 mil ainda não foram alcançadas pelo evangelho. Vinte e seis milhões de pessoas habitam a Amazônia Legal, sendo que 1 milhão nunca teve contato com o evangelho. Há mais de 40 iniciativas evangelizadoras na Amazônia Legal e a maioria das comunidades tradicionais num raio de 100 Km das principais cidades já foram alcançadas. Dentre as necessidades apontadas para o avanço do evangelho entre os ribeirinhos estão a conscientização da igreja brasileira, missionários bem treinados, com capacidade de leitura cultural adequada, formação de líderes locais e material peda

Cristo, o Centro da Bíblia

  Cristo, o Centro da Bíblia O Antigo Testamento descreve uma nação; o Novo descreve um homem. Jesus é o tema central da Bíblia, como você pode ver a seguir: A referência (nome) de Cristo em cada livro da Bíblia: Gênesis: O descendente da mulher (Gn 3:15); Êxodo: O cordeiro pascoal (Ex 12:5-13); Levítico: O sacrifício expiatório (Lv 4:14,21); Números: A rocha ferida (Nm 20:7-13); Deuteronômio: O profeta (Dt 18:15); Josué: O príncipe dos Exércitos do Senhor (Js 5:14); Juízes: O libertador (Ju 3:9); Rute: O remidor divino: (Rt 3:12); Samuel: O rei esperado (1 Sm 8:5); Reis: O rei prometido (1 Rs 4:34); Crônicas: O descendente de Davi (1 Cr 3:10); Esdras: O ensinador divino (Es 7:10); Neemias: O edificador (Ne 2:18,20); Ester: A providência divina (Et 4:14); Jó: O redentor que vive (Jó 19:25); Salmos: O nosso socorro e alegria (Sl 46:1); Provérbios: A sabedoria de Deus (Pv 8:22-36); Eclesiastes: O pregador perfeito (Ec 12:10); Cantares: O nosso amado (Ca 2.8); Isaías: O servo do Senhor (I