Pular para o conteúdo principal

As 3 viagens missionárias de Paulo

  AS TRÊS VIAGENS MISSIONÁRIAS DO APÓSTOLO PAULO As três viagens missionárias do Apóstolo Paulo são cruciais para entender a disseminação inicial do Cristianismo no mundo greco-romano. Aqui está um resumo das três viagens: Primeira Viagem Missionária (46-49 d.C.) - Atos 13 A primeira viagem missionária de Paulo começou por volta de 46 d.C., pouco após a conversão de Paulo ao cristianismo. Ele partiu de Antioquia da Síria, acompanhado por Barnabé e, mais tarde, por João Marcos. Esta jornada foi uma resposta ao chamado divino para pregar o Evangelho aos gentios. Principais paradas incluíram Chipre, onde pregaram em Salamina e Pafos, e várias cidades na Ásia Menor (atual Turquia), como Antioquia da Pisídia, Icônio, Listra e Derbe. Durante esta viagem, Paulo enfrentou tanto aceitação quanto resistência. Ele enfrentou perseguição e hostilidade, especialmente daqueles que se opunham ao Evangelho. No entanto, muitos gentios e alguns judeus se converteram ao cristianismo, forma

Cultura e Religião

 Cultura e Religião

 

A religião sempre fez parte da cultura de qualquer sociedade, primitiva ou moderna.


Querendo ou não, o inconsciente coletivo dos vários tipos diferentes de sociedades no mundo tem o seu padrão ético e moral ditado por sua cultura religiosa que padroniza o comportamento humano. É impossível separar cultura da religião. Quando na nossa cultura ocidental, a um homem religioso ou não, somente lhe permitem casar com uma mulher, isto faz parte da herança religiosa cristã que influenciou nossa sociedade desde um passado remoto. Praticamente, a história da religião é a história do homem na terra. Assim sendo, a fé sempre esteve presente em castelos e casebres. Um dos maiores erros por parte de alguns, é pensar que a religião é buscada somente pela parte inculta da sociedade. Encontramos pessoas de todos os níveis sociais frequentando algum tipo de religião.

Um aspecto grandemente favorável à cultura religiosa é que, dentro do próprio cristianismo é constatado que o número de analfabetos é quase inexistente, já que a doutrina cristã insiste com afinco para que as Escrituras sejam lidas diariamente. Outro fator relevante na cultura dentro das religiões, é que elas estão abertas para os grandes problemas sociais contemporâneos, opinando e mostrando soluções dentro dos princípios da fé religiosa. No Brasil, muitos estudantes na área das ciências humanas estão fazendo suas teses com pesquisas na área do fenômeno estão fazendo suas teses com pesquisas na área do fenômeno do movimento neopentecostal que cresce por toda parte da América Latina se estendendo por todo o mundo. A filosofia de vida e as promessas de vitórias nas esferas espiritual e material do ser humano, expressada na fé religiosa, principalmente das seitas protestantes, tem conquistado adeptos em todas as camadas socais. 

Hoje, já é considerado um fenômeno social e cultural a “febre das seitas religiosas”. Bem, hoje já nem mais tanto, como há poucos anos. É como se fosse o movimento da corrida do ouro nos EUA no século passado, só que hoje em direção a religião.

 

Corumbá, 10 de julho de 2012.

 

Prof. GUSTAVO MADERS DE OLIVEIRA Th. Esp.

Bacharel em Teologia com concentração em Missiologia

Registro no 04522-12/2006

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JANELA 10/40 – DESAFIO MISSIONÁRIO - LER MAIS

  JANELA 10/40 – DESAFIO MISSIONÁRIO O termo Janela 10/40 originou-se com Luis Bush, diretor internacional AD2000 & Beyond Movement durante a segunda Conferência de Lausanne, em julho de 1989. A Janela é uma faixa compreendida entre os paralelos 10º e 40º, acima da linha do Equador, onde vivem 97% das pessoas menos evangelizadas do mundo. Na Janela 10/40 vive o grupo de povos não alcançados, do ocidente da África até o ocidente da Ásia. São 64 nações mais “perdidas” do planeta. Corresponde a 3 bilhões e 200 milhões de pessoas que em sua maioria nunca ouviram o nome Jesus; 1/3 da superfície da terra e grande parte da população do planeta. A maioria dos pobres está lá. 9/10 da população mais pobre do planeta, que vive abaixo do nível da pobreza vive na Janela. Mais da metade da população do mundo jamais ouviu o nome Jesus. Isso deveria causar ojeriza na igreja, mas parece que não é a prioridade do Povo de Deus. Só 8% de todos os missionários estão na Janela 10/40. Por

AMAZÔNIA – O MAIOR DESAFIO MISSIONÁRIO NO BRASIL - LER MAIS

  AMAZÔNIA – O MAIOR DESAFIO MISSIONÁRIO  NO BRASIL A Amazônia é, indubitavelmente o maior desafio missionário existente no Brasil. Cobrindo 59% de todo o território nacional, a região elenca cinco grupos socioculturais menos evangelizados no Brasil: indígenas, quilombolas, ciganos, sertanejos e ribeirinhos. A respeito do segmento ribeirinho, há um grupo de 35 mil comunidades na Amazônia, das quais estima-se que 10 mil ainda não foram alcançadas pelo evangelho. Vinte e seis milhões de pessoas habitam a Amazônia Legal, sendo que 1 milhão nunca teve contato com o evangelho. Há mais de 40 iniciativas evangelizadoras na Amazônia Legal e a maioria das comunidades tradicionais num raio de 100 Km das principais cidades já foram alcançadas. Dentre as necessidades apontadas para o avanço do evangelho entre os ribeirinhos estão a conscientização da igreja brasileira, missionários bem treinados, com capacidade de leitura cultural adequada, formação de líderes locais e material peda

Cristo, o Centro da Bíblia

  Cristo, o Centro da Bíblia O Antigo Testamento descreve uma nação; o Novo descreve um homem. Jesus é o tema central da Bíblia, como você pode ver a seguir: A referência (nome) de Cristo em cada livro da Bíblia: Gênesis: O descendente da mulher (Gn 3:15); Êxodo: O cordeiro pascoal (Ex 12:5-13); Levítico: O sacrifício expiatório (Lv 4:14,21); Números: A rocha ferida (Nm 20:7-13); Deuteronômio: O profeta (Dt 18:15); Josué: O príncipe dos Exércitos do Senhor (Js 5:14); Juízes: O libertador (Ju 3:9); Rute: O remidor divino: (Rt 3:12); Samuel: O rei esperado (1 Sm 8:5); Reis: O rei prometido (1 Rs 4:34); Crônicas: O descendente de Davi (1 Cr 3:10); Esdras: O ensinador divino (Es 7:10); Neemias: O edificador (Ne 2:18,20); Ester: A providência divina (Et 4:14); Jó: O redentor que vive (Jó 19:25); Salmos: O nosso socorro e alegria (Sl 46:1); Provérbios: A sabedoria de Deus (Pv 8:22-36); Eclesiastes: O pregador perfeito (Ec 12:10); Cantares: O nosso amado (Ca 2.8); Isaías: O servo do Senhor (I